Ir para o conteúdo Ir para o menu principal

Linha do Tempo

1946

Criação da Fundação para o Livro do Cego no Brasil

+ Info

1946:

Criação da Fundação para o Livro do Cego no Brasil,

que teve Adelaide Reis Magalhães como sua primeira presidente. A missão inicial da Fundação era a produção em braille, expandindo suas atividades relacionadas à educação e inclusão dos deficientes visuais.

Fechar

1946

Dorina Viaja para os EUA

+ Info

1946:

Dorina Viaja para os EUA

para especialização em estudos
na área de reabilitação para pessoas com deficiência visual
(Universidade Columbia, NY).

Fechar

1947

ENSINO DE CEGOS NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

+ Info

1947:

ENSINO DE CEGOS NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

O curso de especialização para educação de cegos foi integrado na estrutura do Instituto de Educação Caetano de Campos. Foi o passo inicial, real, concreto e objetivo para que a educação de cegos se integrasse como um processo dentro da própria educação brasileira.

Fechar

1949

PREVENÇÃO À CEGUEIRA

+ Info

1949:

PREVENÇÃO À CEGUEIRA

Lançada a Campanha de Prevenção à Cegueira, iniciativa da instituição em conjunto com a Clínica Oftalmológica da Escola Paulista de Medicina, hoje integrada à Universidade Federal de São Paulo. Naquele ano, foi criado o Departamento de Educação de Cegos, mediante convênio com a Secretaria de Estado da Educação.

Fechar

1950

Imprensa Braille

+ Info

1950:

Imprensa Braille

Dorina Nowill nos EUA  pleiteou, junto à Kellog Foundation a doação de uma imprensa braille (recebeu dez mil dólares para a compra de equipamentos ) que funcionou  na Rua Prates-Bom Retiro, e depois  nos Baixos do Trianon.

Fechar

1951

DORINA ASSUME A PRESIDÊNCIA

+ Info

1951:

DORINA ASSUME A PRESIDÊNCIA

Dorina de Gouvêa Nowill assume a presidência da instituição, onde atuou por mais de 60 anos.

Fechar

1952

Nova Sede

+ Info

1952:

Nova Sede

Lançada a pedra fundamental
da nova sede da instituição,
na Rua Dr. Diogo de Faria.

Fechar

1953

Visita da Hellen Keller ao Brasil

+ Info

1953:

Visita da Hellen
Keller ao Brasil

Como hóspede oficial do governo brasileiro conhece a Fundação, e torna-se amiga de Dorina Nowill.

Fechar

1953

Classes Braille

+ Info

1953:

Classes Braille

Aprovada em 3/9/1953 a Lei que instituía as Classes Braille, marco
na educação inclusiva.

Fechar

1955

Vila Clementino

+ Info

1955:

Vila Clementino

A prefeitura de São Paulo fez estudos em terrenos situados na Vila Clementino para futura sede da Fundação. No bairro já se localizavam instituições como APAE, AACD e a Faculdade Paulista Medicina, hoje Universidade Federal São Paulo (Unifesp).

Fechar

1957

Reforma Estatutária

+ Info

1957:

Reforma Estatutária

Ocorrida a primeira reforma estatutária na Fundação para o Livro do Cego no Brasil (FLCB).

Fechar

1958

Campanha Nacional de Educação e Reabilitação

+ Info

1958:

Campanha Nacional de Educação e Reabilitação

Dorina Nowill a convite do Ministério da Educação integrou a comissão conjunta com Instituto Benjamin Constant para criação da Campanha Nacional de Educação e Reabilitação.

Fechar

1960

Década de 60 – Clínica de visão sub-normal

+ Info

1960:

Década de 60 – Clínica de visão sub-normal

Grande parte dos deficientes visuais são pessoas com baixa visão. A Fundação foi pioneira em oferecer treinamento e estágio nesse campo clínico.

Fechar

1961

Prêmio Mestra do Ano

+ Info

1961:

Prêmio Mestra do Ano

Dorina Nowill recebeu o Prêmio Mestra do Ano, nas Comemorações do Dia do Professor, da Secretaria de Educação Estado São Paulo

Fechar

1961

CAMPANHA NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARA CEGOS

+ Info

1961:

CAMPANHA NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARA CEGOS

Por seu trabalho incansável em prol das pessoas com deficiência visual à frente da Fundação para o Livro do Cego no Brasil, Dorina foi nomeada diretora da
Campanha Nacional de Educação e Reabilitação de Deficientes Visuais.
Sua gestão durou até 1973.

Fechar

1962

Inauguração Serviço de Reabilitação

+ Info

1962:

Inauguração Serviço de Reabilitação

início da sistematização do atendimento de crianças e adultos na Rua Cunha,
Vila Clementino.

Fechar

1972

Início da produção do Livro Falado

+ Info

1972:

Início da produção
do Livro Falado

inicialmente gravados em fitas cassetes 6 pistas (capacidade para seis a doze horas de gravação) os equipamentos doados pela Clarke & Smith eram emprestados aos clientes para audição em casa. Nossos primeiros ledores foram atores voluntários como Stênio Garcia e Irene Ravache. Nos anos 80 a produção passou a ser feita em fitas k7 comuns, e a partir dos anos 2000 começaram os CDs.

Fechar

1974

V ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL PARA O BEM-ESTAR DOS CEGOS

+ Info

1974:

V ASSEMBLEIA GERAL DO CONSELHO MUNDIAL PARA O BEM-ESTAR DOS CEGOS

Em 1974, o Brasil recebeu a Assembleia Geral do Conselho Mundial para o Bem-Estar dos Cegos. Foi um grande evento na seara dos congressos organizados por nós no Brasil. Depois dessa data, ocorreram muitos outros eventos científicos nacionais e internacionais.

Fechar

1979

INTERVENÇÃO PRECOCE

+ Info

1979:

INTERVENÇÃO PRECOCE

No Ano Internacional da Criança, criamos o serviço de estimulação precoce para atender bebês que nascem cegos ou com baixa visão.

Fechar

1979

Presidente do Conselho Mundial para o Bem Estar dos Cegos

+ Info

1979:

Presidente do Conselho Mundial para o Bem Estar dos Cegos

Dorina Nowill foi eleita Presidente do Conselho Mundial para o Bem Estar dos Cegos, na VI Assembléia Geral do Conselho, hoje União Mundial de Cegos.

Fechar

1981

Assembléia Geral das Nações Unidas (ONU)

+ Info

1981:

Assembléia Geral das Nações Unidas (ONU)

Dorina Nowill  discursou na Assembléia Geral das Nações Unidas (ONU) que proclama 1981 como o Ano Internacional das Pessoas Deficientes.

Fechar

1984

Novo estúdio do Livro Falado

+ Info

1984:

Novo estúdio
do Livro Falado

Os novos estúdios gravavam os livros falados agora em fitas k7 comuns- um avanço tecnológico.

Fechar

1985

PRESIDENTE DA ULAC

+ Info

1985:

PRESIDENTE DA ULAC

Dorina de Gouvêa Nowill participa da criação da União Latino-Americana de Cegos – ULAC, sendo eleita a primeira presidente honorária da organização.

Fechar

1989

Modernização da produção em braille

+ Info

1989:

Modernização da
produção em braille

Com o apoio do Banco Itaú S/A, melhorou o sistema informatizado de produção de livros.

Fechar

1989

69ª Convenção da Organização Internacional do Trabalho (OIT)

+ Info

1989:

69ª Convenção da Organização Internacional do Trabalho (OIT)

Aprovada a Convenção 159 que trata da reabilitação, treinamento e profissionalização de pessoas cegas

Fechar

1991

FUNDAÇÃO DORINA NOWILL PARA CEGOS

+ Info

1991:

FUNDAÇÃO DORINA NOWILL PARA CEGOS

É reformulado o estatuto da Fundação para o Livro do Cego no Brasil. Em homenagem à nossa idealizadora, passamos a nos chamar Fundação Dorina Nowill para Cegos.

Fechar

1996

REFORMA DO PRÉDIO

+ Info

1996:

REFORMA DO PRÉDIO

Em nosso cinquentenário (1946-1996) nosso prédio passou por uma grande reforma, que possibilitou estruturar, mais tarde, os serviços de atendimento especializado e a produção de novos formatos para livros acessíveis.

Fechar

1999

PROFISSIONALIZAÇÃO

+ Info

1999:

PROFISSIONALIZAÇÃO

Teve início o processo de profissionalização, com a vinda de empresários para ajudar na direção da nossa Fundação.

Fechar

2000

DORINA ASSUME NOVO CARGO

+ Info

2000:

DORINA ASSUME NOVO CARGO

Dorina de Gouvêa Nowill deixa o cargo de diretora-presidente e se torna presidente emérita e vitalícia. Carlos Alberto Lancelotti assume como
diretor-presidente.

Fechar

2002

Livro Falado Digital

+ Info

2002:

Livro Falado Digital

Início da produção em CD. Início da catalogação do acervo histórico da Fundação, um marco na criação do Centro de Memória Dorina Nowill.

Fechar

2003

Início de Cursos de Informática para Deficientes Visuais

+ Info

2003:

Início de Cursos de Informática para
Deficientes Visuais

Assume como diretor-presidente sr. Alfredo Weiszflog,  e o Sr. Carlos Lancelotti é eleito presidente do
Conselho de Curadores.

Fechar

2004

Dorinha

+ Info

2004:

Dorinha

Mauricio de Sousa prestou homenagem a Dorina Nowill com a personagem Dorinha,  primeira personagem com deficiência visual do cartunista.

Fechar

2005

Inauguração do Centro de Memória Dorina Nowill

+ Info

2005:

Inauguração do Centro de Memória Dorina Nowill

em homenagem à sua fundadora.

Fechar

2006

Novas tecnologias

+ Info

2006:

Novas tecnologias

A Fundação Dorina passa a investir no desenvolvimento de livros
digitais acessíveis.

Fechar

2007

Lançamento Livro Digital Acessível

+ Info

2007:

Lançamento Livro
Digital Acessível

Lançamento do Livro
Digital Acessível – LIDA.

Fechar

2008

Livros Daisy

+ Info

2008:

Livros Daisy

Lançamento do Livro Digital Acessível Daisy, formato internacional de acessibilidade de leitura. A instituição é pioneira na produção de livros nesse formato em língua portuguesa.

Fechar

2009

Tribunal de Contas do Município de São Paulo

+ Info

2009:

Tribunal de Contas do Município de São Paulo

O Tribunal de Contas do Município de São Paulo prestou homenagem a Dorina Nowill com o Colar de Mérito Prefeito Brigadeiro Faria Lima.

Fechar

2010

PRIMEIRO TÍTULO INFANTIL EM TINTA-BRAILLE

+ Info

2010:

PRIMEIRO TÍTULO INFANTIL
EM TINTA-BRAILLE

Lançamento do livro Dudu da Breka, de Cláudia Cotes, primeiro título
infantil em tinta-braille.

Fechar

2010

Falecimento de Dorina

+ Info

2010:

Falecimento de Dorina

Dorina de Gouvêa Nowill, idealizadora, presidente emérita e vitalícia da instituição, falece em 29 de agosto,
aos 91 anos de idade.

Fechar

2010

Pinacoteca do Estado de São Paulo

+ Info

2010:

Pinacoteca do
Estado de São Paulo

A  Pinacoteca do Estado de São Paulo prestou homenagem a Dorina Nowill,
com totem na Galeria Tátil
de Esculturas Brasileiras.

Fechar

2011

NOVOS RUMOS E SELO COMEMORATIVO

+ Info

2011:

NOVOS RUMOS E SELO COMEMORATIVO

Em 22 de fevereiro, Adermir Ramos da Silva Filho assume como novo diretor-presidente e Alfredo Weiszflog passa a presidir o Conselho de Curadores. Em 11 de março, completamos 65 anos de existência e lançamos um selo comemorativo para marcar a data e a luta da nossa fundadora.

Fechar

2013

INAUGURAÇÃO DA II EXPOSIÇÃO DO CENTRO DE MEMÓRIA

+ Info

2013:

INAUGURAÇÃO DA II EXPOSIÇÃO DO CENTRO DE MEMÓRIA

“E tudo começou assim: ações, projetos e histórias que mudaram a vida das pessoas com deficiência visual”, apresentando conceitos e tecnologias acessíveis para pessoas com deficiência visual.

Fechar

2014

LANÇAMENTO DO DORINA DAISY READER (DDREADER)

+ Info

2014:

LANÇAMENTO DO DORINA DAISY READER (DDREADER)

Aplicativo aberto e gratuito para a leitura de livros digitais (formato Daisy), desenvolvido por nós, para integração total com os arquivos nesse formato, produzidos em qualquer parte do mundo, com versões em português, inglês e espanhol.

Fechar

2015

O Senado Federal presta homenagem a Dorina Nowill

+ Info

2015:

O Senado Federal presta homenagem a Dorina Nowill

(in memorian)

A Comenda Dorina Nowill é concedida para pessoas com contribuição relevante na defesa das pessoas com deficiência no Brasil, na comemoração do Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência.

Fechar

2016

70 anos da Fundação Dorina

+ Info

2016:

70 anos da Fundação Dorina

Comemoração dos 70 anos da Fundação Dorina em prol de pessoas com deficiência visual.

Fechar

2016

Ika Fleury, Presidente do Conselho de Curadores

+ Info

2016:

Ika Fleury Presidente do Conselho de Curadores

Ika Fleury assumiu a Presidência do Conselho de Curadores da Fundação Dorina Nowill.

Fechar

2016

Dorina: um olhar para o mundo

+ Info

2016:

Dorina: um olhar
para o mundo

Lançamento do documentário Dorina: um olhar para o mundo (primeiro documentário brasileiro produzido pela HBO, dirigido por Lina Chamie, parceria da Girafa Filmes , Dezenove Som
e Imagem e Mil Folhas.

Fechar