Ir para o conteúdo Ir para o menu principal

Acesso ao Trabalho

Para contribuir com a inclusão e autonomia de pessoas com deficiência visual, proporcionamos programas de reabilitação, educação especial, empregabilidade e acesso à informação, além da produção e distribuição de livros em braille, áudio e Daisy.

Nos últimos anos, a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho passou por avanços importantes, conquistados por leis específicas, como a Convenção 159 da Organização Internacional do Trabalho – OIT (1983), a Lei 8.213 de 24 de julho de 1991, também conhecida como a Lei de Cotas, e a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, que traz regras e orientações para a promoção dos direitos e liberdades das pessoas com deficiência, buscando garantir inclusão social e cidadania a esse público. Além disso, muitos empresários passaram a reconhecer a capacidade, a competência e o potencial das pessoas com deficiência, com todos os direitos e deveres que competem a elas.

Orientação sobre o mundo do trabalho: prepara a pessoa com deficiência visual para os desafios do mercado trabalho, discutindo temas relacionados à cidadania, estrutura organizacional das empresas, empreendedorismo, protagonismo, fatores motivacionais e de liderança, autoconhecimento e a importância do trabalho, por meio de:

  • Oficinas de empregabilidade: encontros que têm como objetivo levantar temas para reflexão e debate com jovens e adultos com deficiência visual que frequentam os cursos de capacitação promovidos pela Fundação. Essa é uma forma de oferecer suporte e espaço para que eles expressem seus anseios e necessidades sobre diversos assuntos relacionados à sua inclusão profissional.
  • Orientação vocacional: possibilita reflexões sobre a escolha profissional e a importância do trabalho.
  • Projeto “Desenvolvendo Talentos”: voltado a jovens com deficiência visual e suas famílias, tem como objetivo despertar e desenvolver os talentos e as habilidades de forma criativa e dinâmica, por meio de oficinas de teatro e da encenação de peças teatrais.
  • Orientação profissional: desenvolve habilidades e competências que contribuam para o desempenho satisfatório da profissão a ser exercida.

Encaminhamento para cursos profissionalizantes e de capacitação profissional: prepara jovens e adultos com deficiência visual para um melhor desempenho no mercado de trabalho. Possui alguns projetos, tais como:

  • Rotinas administrativas: promove a qualificação profissional de jovens e adultos com deficiência visual em rotinas administrativas, aumentando as chances de ingresso e a competitividade no mercado de trabalho.
  • Massoterapia: O curso de Massoterapia é voltado para jovens, que queriam trabalhar em empresas de diversos segmentos e principalmente, como prestadores de serviços ou autônomos, montando seu próprio negocio; capacita alunos nas modalidades quick massage, e reflexologia.

Apoio à empresa

Muitas empresas ainda têm dificuldades para cumprir a lei de contratação de pessoas com deficiência (Lei 8213/91) em função de despreparo para receber o trabalhador com deficiência visual. Além disso, ainda hoje é forte o preconceito existente com relação às pessoas com deficiência nas empresas e, mais grave ainda, o preconceito em relação àqueles com deficiência visual.

Esse cenário aponta que a capacitação profissional da pessoa com deficiência visual, por si só, não é suficiente para promover o acesso ao trabalho.

Por essa razão, acompanhamos o desempenho técnico e comportamental dos nossos alunos no decorrer do período de experiência e oferecemos assessoria à empresa contratante durante o processo de seleção profissional, bem como na indicação de recursos tecnológicos específicos e na sensibilização dos demais colaboradores sobre questões relacionadas à deficiência.