6 dicas para ajudar uma pessoa com deficiência visual sem pagar mico

Será que você já atrapalhou uma pessoa com deficiência visual na rua, no metrô, no ônibus? Confira nossas dicas para não cometer mais nenhuma gafe por aí e ajude a construir ambientes mais inclusivos! Pequenas atitudes criam grandes mudanças!

1. Não “force” uma ajuda.
Descrição da imagem: GIF animado. Um cachorro levanta o outro pelas patas traseiras com o focinho e começa a empurrá-lo pra frente. Fim da descrição.
Nem sempre uma pessoa cega precisa de ajuda para, por exemplo, se localizar: às vezes ela já repetiu aquele caminho tantas vezes que acabou decorando os obstáculos, as guias rebaixadas e os buracos na calçada. Pra ter certeza de que a pessoa precisa de uma orientação, não há remédio melhor do que perguntar!

2. Evite andar sobre o piso tátil.
Descrição da imagem: Moça caminha  por uma pista de atletismo e é atropelada por um atleta que corre em alta velocidade. Fim da descrição.
O piso tátil é aquele material emborrachado, com bolinhas e ranhuras, encontrado em algumas calçadas, estações de metrô, trem ou pontos de ônibus. É por meio do piso tátil que a pessoa cega ou com baixa visão sabe quando está  andando por um caminho seguro, sem obstáculos pela frente. Portanto, evite andar ou ficar parado sobre essa sinalização, pois muitas pessoas precisam dela para se guiar.

3. Evite ficar no celular enquanto anda.
Descrição da imagem: GIF animado. Dois homens caminham olhando para seus celulares e batem de frente um com o outro. Fim da descrição.
Sua série no Netflix e a conversa no Whatsapp podem esperar uns minutinhos, não podem? Preste atenção no seu caminho e ajude o trânsito, os outros passantes e as pessoas com deficiência visual. Sabia que muitas bengalas já foram pisadas e entortadas por distração no celular?

4. Identifique-se ao falar com uma pessoa cega ou com baixa visão.
Descrição da imagem: GIF animado. Urso sentado acena com a pata como se estivesse dizendo "olá!". Fim da descrição.
Quem é que nunca ficou embaraçado diante da fatídica pergunta “você lembra de mim?”? Pois é, e para a pessoa com deficiência visual é ainda pior, pois nem sempre ela vai identificar a voz de quem está falando. Então, identifique-se sempre ao falar com quem não enxerga. É fácil! Basta dizer “oi Fulano, aqui é o Ciclano!”. 🙂

5. Ofereça lugar no transporte coletivo.
Descrição da imagem: GIF animado. Moça sorri e mostra quatro cadeiras disponíveis. Fim da descrição.
Nem todo mundo se lembra de avisar para uma pessoa cega ou com baixa visão que há lugares disponíveis no ônibus, metrô ou trem. Ela não está vendo se pode se sentar ou não. Portanto, da próxima vez que uma pessoa com deficiência visual entrar no transporte público, ofereça o assento. E se a pessoa não quiser sentar, tudo bem também! Talvez ela prefira ficar de pé mesmo.

6. Ao falar, dirija-se sempre à pessoa cega ou com baixa visão e nunca a seu acompanhante. 
Descrição da imagem: uma adolescente com expressão de aborrecimento solta o ar pela boca, deixando sua franja em pé. Fim da descrição.
Muitas pessoas que enxergam têm a mania de falar com o acompanhante da pessoa com deficiência visual em vez de falar diretamente com ela, como se a cegueira ou a baixa visão prejudicasse também a audição e a fala. Não precisa ter medo de se dirigir a uma pessoa com deficiência visual, ela não morde! 🙂

Assine nossa Newsletter

plugins premium WordPress

Ilustração de dois cookies - biscoitosValorizamos sua privacidade!

Olá! Utilizamos cookies para melhorar a experiência ao navegar por nossos sites. Ao continuar utilizando nossos serviços online, entenderemos que você estará contente em nos ajudar a construir uma sociedade mais inclusiva e aceitará nossos cookies. Conheça a nossa Política de Privacidade. Continuar navegando >