Despertando a leitura: Livro falado

Conheça abaixo as obras disponíveis no formato Livro Falado:

O príncipe medroso e outros contos africanos (Anna Soler-Pont)

Na África, desde sempre os contos e as lendas passaram de geração a geração, ao longo dos séculos, sem serem escritos. Os griots (espécie de músico e poeta da África Ocidental, que conserva e transmite a memória oral) os contavam, os pais e os avós decoravam-nos e continuavam a transmiti-los aos mais jovens. Ainda hoje, como diz Anna Soler-Pont na apresentação do livro, “contar contos nas praças dos povoados, nos pátios das casas ou embaixo de uma árvore numa escola rural ainda é uma atividade comum em muitos rincões do continente africano. E os contos continuam muito vivos e mutantes. A mesma história pode ter muitas versões, dependendo de onde é contada e de quem a conta!”. Esta coletânea reúne algumas histórias contadas em vários países, da África subsaariana até o sul do continente. Entre elas há desde as mais conhecidas – como fábulas de animais e mitos de origem – até as mais desconhecidas – como as de princesas e príncipes, entre estes o conto que dá título ao livro. O príncipe medroso e outros contos africanos traz ainda um mapa da África e um glossário com o significado dos termos africanos que aparecem destacados no texto.

O homem de giz (C. J. Tudor)

Em 1986, Eddie e os amigos passam a maior parte dos dias andando de bicicleta pela pacata vizinhança em busca de aventuras. Os desenhos a giz são seu código secreto: homenzinhos rabiscados no asfalto; mensagens que só eles entendem. Mas um desenho misterioso leva o grupo de crianças até um corpo desmembrado e espalhado em um bosque. Depois disso, nada mais é como antes. Em 2016, Eddie se esforça para superar o passado, até que um dia ele e os amigos de infância recebem um mesmo aviso: o desenho de um homem de giz enforcado. Quando um dos amigos aparece morto, Eddie tem certeza de que precisa descobrir o que de fato aconteceu trinta anos atrás. Alternando habilidosamente entre presente e passado, O Homem de Giz traz o melhor do suspense: personagens maravilhosamente construídos, mistérios de prender o fôlego e reviravoltas que vão impressionar até os leitores mais escaldados.

Volta ao mundo dos contos nas asas de um pássaro (Catherine Gendrin)

O livro traz vinte pequenos contos de diversas partes do mundo (China, Rússia, Índia, África, Vietnã, Espanha), que retratam as diferentes culturas dos cinco continentes. Por meio de histórias que misturam animais que falam, seres encantados e magia, essas comunidades perpetuavam sua sabedoria inventando contos e casos memoráveis. Conservadas pela tradição oral, essas várias formas de linguagem continham o valioso tesouro dos conhecimentos resultantes do modo de vida e de organização de um povo.

Sangue, Ossos e Pedacinhos (Nick Arnold)

O que se passa dentro do corpo humano? O que acontece quando um furúnculo estoura? Estes e muitos outros fatos científicos estão neste livro bem humorado.

Na minha cadeira ou na tua? (Juliana Carvalho)

Aos dezenove anos, uma doença colocou uma cadeira de rodas no caminho de Juliana Carvalho. Sem esconder os momentos dolorosos e a vontade de desistir, este relato autobiográfico extrai humor e esperança de situações difíceis e expõe a mistura de tragédia e comédia que caracterizam a sua – e a nossa – complexa condição humana.

Os orixás sob o céu do Brasil (Marion Villas Boas)

Iemanjá e Oxalá são orixás que muita gente conhecede nome, mas a maioria nem imagina a história interessanteque eles têm. Neste livro, além de contar a lenda dessese de muitos outros orixás, Marion Villas Boas conversade perto com o leitor. Ela conta como pessoas vindas dediferentes regiões da África chegaram ao Brasil e se unirampelo culto aos orixás, explicando a origem do candomblée mostrando sua riqueza.

O Caminho de casa (Yaa Gyasi)

Yaa Gyasi tornou-se um dos nomes mais comentados na cena literária norte-americana em 2016. Seu romance de estreia, O caminho de casa, recebeu resenhas dos mais importantes jornais e revistas do país, alcançou a disputada lista dos mais vendidos do The New York Times e foi incluído na prestigiosa lista dos 100 livros notáveis do ano do mesmo jornal. Com uma narrativa poderosa e envolvente que começa no século XVIII, numa tribo africana, e vai até os Estados Unidos dos dias de hoje, Yaa mostra as consequências do comércio de escravos dos dois lados do Atlântico ao acompanhar a trajetória de duas meias-irmãs e das gerações seguintes dessa linhagem separada pela escravidão. Effia e Esi, irmãs que não se conhecem, nascem em duas aldeias tribais diferentes de Gana. Effia, a moça mais bonita do lugar, é vendida pelos pais para um colonizador inglês chamado James, e viverá com conforto nas salas palacianas do Castelo de Cape Coast. Quey, seu filho mestiço, será enviado para estudar na Inglaterra antes de voltar à Costa do Ouro para servir como administrador do Império. Mas sua irmã Esi terá outra sorte: encarcerada abaixo dos aposentos de Effia, no calabouço das mulheres do castelo, ela logo será embarcada com destino à América, onde sera vendida como escrava. Uma concisa e ambiciosa saga familiar que cobre sete gerações de uma família partida, acompanhando numa narrativa ágil a vida dos descendentes dessas duas irmãs, os que ficaram na África e os que se tornaram afro-americanos. Percorrendo desde as guerras tribais em Gana até a escravidão e a Guerra Civil nos Estados Unidos, passando pelo trabalho de prisioneiros nas minas de carvão e a grande migração afro-americana, das fazendas do Mississípi às ruas do Harlem no século XX, Yaa Gyasi compôs uma obra-prima panorâmica, que permite uma compreensão visceral dos horrores da escravidão e toda a carga emocional acumulada na vida de seus descendentes, nos relacionamentos entre pais e filhos, maridos e esposas.

O conto da aia (Margaret Eleanor Atwood)

udo o que as Aias usam é vermelho: como a cor do sangue, que nos define.Offred é uma aia da República de Gilead, um lugar onde as mulheres são proibidas de ler, trabalhar e manter amizades. Ela serve na casa do Comandante e de sua esposa, e sob a nova ordem social ela tem apenas um propósito: uma vez por mês, deve deitar-se de costas e rezar para que o Comandante a engravide, porque em uma época de declínio da natalidade, Offred e as outras Aias têm valor apenas se forem férteis. Mas Offred se recorda dos anos anteriores a Gilead, quando era uma mulher independente, com um emprego, uma família e um nome próprio. Hoje, suas lembranças e sua vontade de sobreviver são atos de rebeldia.Provocante, surpreendente, profético. O conto da Aia é um fenômeno mundial, já adaptado para cinema, ópera, balé e uma premiada série de TV. Nessa nova versão em graphic novel, com arte arrebatadora de Renée Nault, a aterrorizante realidade de Gilead é trazida à vida como nunca antes.

Aniversário da vovó (Maria Guida)

O livro traz os personagens mais animados da Tv: A Turma do Cocoricó. Em “Aniversário da Vovó”, a turma arruma a maior confusão para encontrar um presente especial para a vovó.

Cuca, a bruxa do capoeirão (Monteiro Lobato)

Em ‘Cuca, a Bruxa do Capoeirão’, da coleção Meu Livrinho Sítio do Picapau Amarelo, conta-se a história da personagem Cuca, uma bruxa malvada e vaidosa, que mora em uma caverna e lança bruxarias em quem cruza seu caminho.

Esta é Sílvia (Jeanne Willis)

Sílvia se diverte, canta, cavalga, nada. Às vezes ela se zanga ou fica triste. Ela é boazinha, mas pode ser malcriada. Na verdade, Sílvia não é diferente de qualquer outra criança…Tony Ross e Jeanne Willis ficaram famosos por suas produções descontraídas e alegres. Neste livro, eles voltaram suas atenções a um tema que nos faz repensar nossa vida e nossos valores.

O perfume da folha de chá (Dinah Jefferies)

Um homem atormentado por seu passado. Uma mulher diante da escolha mais terrível de sua vida. Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurence, no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos.Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

Ainda sou eu (Jojo Moyes)

Sequência dos romances Como eu era antes de você e Depois de você, que arrebataram o coração de milhares de fãs, Ainda sou eu conta, pela perspectiva delicada e bem-humorada de Lou Clark, uma história comovente sobre escolhas, lealdade e esperança.Lou Clark chega em Nova York pronta para recomeçar a vida, confiante de que pode abraçar novas aventuras e manter seu relacionamento a distância. Ela é jogada no mundo dos super-ricos Gopnik – Leonard e a esposa bem mais nova, e um sem-fim de empregados e puxa-sacos. Lou está determinada a extrair o máximo dessa experiência, por isso se lança no trabalho e, antes que perceba, está inserida na alta sociedade nova-iorquina, onde conhece Joshua Ryan, um homem que traz consigo um sopro do passado de Lou.Enquanto tenta manter os dois lados de seu mundo unidos, ela tem que guardar segredos que não são seus e que podem mudar totalmente sua vida. E, quando a situação atinge um ponto crítico, ela precisa se perguntar: Quem é Louisa Clark? E como é possível reconciliar um coração dividido?

Almas Gêmeas (Nicholas Sparks)

Hope Anderson está numa encruzilhada. Aos 36 anos, namora o mesmo homem há seis, mas não tem perspectivas de casamento. Quando seu pai é diagnosticado com uma grave doença degenerativa, ela resolve passar uma semana na casa de praia da família, na Carolina do Norte, para pensar nas difíceis decisões que precisa tomar em relação ao próprio futuro.Tru Walls nasceu numa família rica no Zimbábue. Nunca esteve nos Estados Unidos, até receber uma carta de um homem que diz ser seu pai biológico, convidando-o a encontrá-lo numa casa de praia na Carolina do Norte. Intrigado, ele aceita e faz a viagem.Quando os dois estranhos se cruzam na praia, nasce entre eles uma ligação eletrizante e imediata. Nos dias que se seguem, os sentimentos que desenvolvem um pelo outro os obrigam a fazer escolhas que colocam à prova suas prioridades e reais chances de felicidad

Te dou a lua amanhã – fantasia biográfica sobre Mário de Andrade (Jorge Miguel Marinho)

A imagem de Mário de Andrade começou a sumir de todos os retratos e documentos onde ela aparecia. Tatiana, estudante às voltas com a tarefa de compor um perfil do célebre modernista, está encafifada. Macunaíma e mais cinco personagens do próprio Mário tomam corpo, ganham independência e saem em busca de seu criador para tomar satisfação do que está ocorrendo

Flavia de Luce e o Mistério da Torta (Alan Bradley)

Flavia de Luce é uma garota de 11 anos, que vive numa belíssima mansão em estilo vitoriano, na Inglaterra da década de 1950, com sua excêntrica família. Após a morte misteriosa de sua mãe, ela encontra diversão em um antigo laboratório de química construído por seus antepassados. Logo, ela se torna uma especialista em venenos e uma investigadora dos estranhos crimes que acontecem ao seu redor.

A correspondência de Fradique Mendes (Eça de Queiroz)

Fradique Mendes, poeta culto, excêntrico e viajado, foi personagem inventada por um grupo de intelectuais ao qual pertencia Eça de Queirós, considerado o maior escritor do realismo português. Nesta obra, tem-se a ilusão de que Fradique realmente existiu: sua biografia se entrelaça com figuras e eventos históricos — como o escritor Victor Hugo e a unificação da Itália —, e parte de suas cartas encontra-se aqui publicada. Ao longo de suas aventuras, acompanhamos os eventos do final do século XIX com a perspectiva crítica característica de Eça.

A volta por cima (Darcy Ribeiro)

A bela Gilmara sofre por nunca ter se encaixado nos padrões impostos pela ditadura do corpo. “A volta por cima” é mais do que apenas um livro sobre obesidade ― é também um relato corajoso sobre o desrespeito às diferenças.

Os Segredos de Taquara-Póca (Francisco Marins)

Três garotos, Dudu, Tico-Tico e Tiãozinho, à procura do burrinho Maracujá, afastam-se do sítio onde moram e encontram na mata de Taquara-Póca, a folclórica figura do Curupira. Os garotos aprendem muito com o protetor das matas sobre a floresta, sua importância, suas árvores, seus animais protegidos por Anhangá e sobre a enorme destruição causada pelas queimadas.

Assine nossa Newsletter

plugins premium WordPress

Ilustração de dois cookies - biscoitosValorizamos sua privacidade!

Olá! Utilizamos cookies para melhorar a experiência ao navegar por nossos sites. Ao continuar utilizando nossos serviços online, entenderemos que você estará contente em nos ajudar a construir uma sociedade mais inclusiva e aceitará nossos cookies. Conheça a nossa Política de Privacidade. Continuar navegando >